Sai de Banda com Moebius

É muito interessante como a matemática com suas demandas de abstração e seus exercícios imaginários pode nos trazer reflexões riquíssimas e com isso fornecer subsídios para todo o tipo de pensamento. Há, inclusive, quem encontre em passagens Bíblicas referências a hipercubos e hiperesferas, como, por exemplo, nas visões de Ezequiel:

O aspecto das rodas, e a obra delas, era como a cor do berilo; e as quatro tinham uma mesma semelhança; e o aspecto, e sua obra, era como se estivera uma roda no meio de outra roda. (Ezequiel, 1.16)

Na psicologia mesmo, é possível encontrar teorias onde essas ferramentas fornecidas pela matemática são bem aplicadas. Alguns psicanalistas explicam o funcionamento da mente humana traçando correlações com modelos geométricos.

Segundo uma delas, nossa cabeça não funcionária como uma banda bilátera, seguindo as propriedades euclidianas, mas sim como uma banda de moebius, onde a proposta de uma torção espacial altera todas as propriedades dimensionais.

Batizada de Revirão, a explicação dessa teoria está registrada em uma vídeo-aula ministrada pelo Prof. MD Magno, que diga-se de passagem, a faz com uma didática invejável:

(continua em: http://www.youtube.com/watch?v=XZwroIocB20&feature=related)

Um ponto importante que a meu ver é colocado de maneira equivocada pelo professor, seria a sutil interpretação por parte dele de que os homens seriam apenas macacos dotados de capacidades especiais. O simples fato de podermos escolher entre a noite e o dia, o amor e o ódio ou o quente e o frio, não pode ser tratado como uma pequena diferença. É exatamente essa capacidade que nos diferencia de todos os outros animais. No entanto, ele resumi bem quando diz que “a historia da humanidade é a historia de dizer não ás realidades”.

Tal artifício mental, contudo, não parece ter nos livrado dos problemas, mas muito pelo contrario, parece inclusive que eles decorrem dessa capacidade.

Independente disso, a tentativa de explicar o funcionamento de nossos pensamentos utilizando as ferramentas teóricas fornecidas pela matemática, mesmo com suas limitações racionais, se torna bastante curiosa. É evidente que a vida se mostra muito mais complexa que qualquer esboço geométrico, mas as vezes a complexidade só pode ser encontrada nas coisas mais simples.



Muchas gracias a Jose Puppin por essas preciosas idéias.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em de tudo um pouco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s