A música, o tempo e os camaradas

Na música, para descobrir coisas novas ou mesmo redescobrir coisas velhas primeiro de tudo você precisa de tempo. Tempo para pesquisar novos sons, tempo para ler sobre quem anda tocando, tempo para escutar as músicas, tempo para aprender a tocar novas músicas, tempo para conversar com outras pessoas sobre música, e por ai vai. Tempo não é só fundamental na música, mas é algo fundamental para a música.

Eu sei que nem sempre isso é possível. As vezes a vida está tão corrida com trabalho, escola e familia que nem tem como escutar muita música, e quando dá tempo a gente acaba colocando sempre os mesmos CDs pra tocar.

Além disso, cada um tem o seu tempo para a música. Tem música que você conhece desde que nasceu mas nunca parou realmente para ouvir. De repente dá vontade, você vai lá, escuta e gosta. Como se de uma hora para outra ela fizesse começasse a fazer sentido pra você.

Eu me lembro muito bem do meu camarada Kanashiro, uma vez em momentos não muito felizes em fim de namoro, me dizendo: “meu, hoje eu entendo tudo o que os caras estavam falando naquelas músicas”. E o que ele tentava dizer com isso era que muitas coisas que nunca tinham tido sentido algum para ele, naquele momento da vida dele, passou a fazer todo o sentido. Como se ele e o compositor pudessem por alguns minutos ter o mesmo sentimento.

Hoje eu vinha pensando nisso e ao mesmo tempo tentando lembrar quando e com quais artistas isso já havia acontecido comigo. Foram tantos que eu quase cheguei a conclusão de que na verdade tinha sido assim com todos eles. Dois deles, porém, me vieram de pronto a cabeça: primeiro com Clube da Esquina, que se eu não me engano chegou até mim por intermédio do meu camarda Micróbio ; e segundo com  Beatles, introduzido pelo truta Barilochi.

Mesmo naquele momento, anos atrás, as duas bandas não eram novidade prá mim, mas foi como se os cara me mostrassem algo que eu estivesse muito afim de escutar naqueles dias. No caso do Clube da Esquina, não aconteceu assim tão de bate pronto e acho que os CDs ainda ficaram uns tempos na quarentena, mas com Beatles eu comecei a gostar mesmo depois dali. Bem antes disso eu já havia comprados alguns vinis dos Beatles, mas a vontade de escutar e conhecer era diferente, como se antes eu tivesse escutado porque sabia que era bom, e nessa segunda oportunidade, indicado por um amigo tempos depois, eu começasse a escutar porque realmente estivesse com vontade de escutar, por ter realmente achado legal.

As vezes gostar de alguma coisa é trabalho facil. Dificil é não gostar de caras como esses:

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em Música

4 Respostas para “A música, o tempo e os camaradas

  1. Fernanda

    Praticamente tudo influência o que está ouvindo no momento… sentimentos, idéias, valores, gostos, conhecimento, ignorância, realidade, amizade, contexto, o tempo…. E esse tudo frequentemente sofre alterações…é mutável… Acaba que a identificação com algo tb muda… Fazia, faz ou fará sentido… salvo exceções que perpetuam…

    Você já trouxe vários sentidos novos pra muitas coisas na minha vida… incluindo as músicas mil…
    Acha que quando ouço “Ouro de tolo” penso e sinto do mesmo jeito agora…rsos…sem chance…rsos…

  2. acho que o legal não é viver o que os caras viveram para entender, mas se colocar na pele dos malucos, tipo o Tomé com Jesus Cristo. Na verdade mesmo, a música publicada já não é mais de seu autor, é de quem ouve.

    Do Milton Nascimento, arrepia-me ainda hoje a janela lateral do quarto de dormir, com uma igreja e um velório, como via da janela de MINHA casa. É uma coincidência extrema, e, assim, tive um contato muito próximo com o que ele quis passar (que não importa muito).

  3. Percussionist doin’ crazy things!!

  4. Everas

    É, parece que a música está bem presente em Vancouver. Mas não vai fazer musicas de saudade do Brasil que nem os manos que sairam daqui na época da ditadura. Zueira, não fica bravo não, manda ver um Hermeto ai e já era!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s